top of page
Buscar

Em confraternização, SIGEGO homenageia gráficos goianos 



A tradicional confraternização do Sindicato da Indústria Gráfica do Estado de Goiás (SIGEGO) será realizada no dia 13 de dezembro. Na ocasião, para comemorar os 73 anos de fundação do sindicato, seis representantes do setor gráfico goiano serão homenageados pelo relevante trabalho realizado em prol da classe. Confira um pouco da trajetória dos homenageados. 


Título: O desafio de conciliar a maternidade e o trabalho

Legenda foto: Cláudia Nunes Cardoso de Oliveira

Empres: Sublimax Digital

Cláudia Nunes Cardoso de Oliveira é daquelas pessoas que estão sempre dispostas. Mãe de cinco filhas e com três netos, ela se divide entre a rotina de casa e o trabalho na Gráfica Sublimax, fundada em 1993. Antes de ingressar no mercado gráfico, Cláudia trabalhou no Fujioka, onde conheceu o marido Getúlio Martins de Oliveira. 

Antes começar a atuar no mercado gráfico, dedicou-se à família e à criação das gêmeas, nascidas de uma gestação de quadrigêmeos, e da filha caçula. Na Sublimax, concilia atividades administrativas, de vendas e de entrega. Atualmente com 11 colaboradores, a empresa começou com apenas dois, além da família, no mesmo endereço onde está sediada até hoje, na Vila Abajá. 



Título: Da advocacia para o setor gráfico

Legenda foto: Mirian Mansur Rios Moreira

Empresa: Gráfica e Ed. Formato

Quando Mirian Mansur Rios Moreira iniciou sua carreira num banco, não imaginava o que o destino lhe reservava. Foram 2 anos e 8 meses na área, onde conheceu o marido Leopoldo Moreira Neto e futuro sócio na Gráfica Formato. Antes de enveredar pelo setor gráfico, Mirian exerceu a advocacia por 8 anos. Até que em 1990, logo após se casar, decidiu mudar a rota da sua vida profissional e montou a gráfica junto com o marido. 

Por alguns anos, ela e Leopoldo ainda conciliavam outros empregos com a gráfica, quando perceberam que era preciso dedicarem-se integralmente ao empreendimento. A Formato foi fundada em 2 de janeiro de 1990. Funcionava em uma sala com banheiro, com apenas 20 m2, na Rua 3 no Centro da capital. De lá, mudou para a Rua 24 em um espaço três vezes maior. Foi quando começaram a produzir convites de casamento, que por 6 anos foi o carro-chefe da gráfica, que se tornou conhecida pela qualidade dos convites produzidos. 

Nessa época, iniciaram a construção da nova sede, com quatro pavimentos em 1000 m2, no Setor Serrinha. O local se tornou ponto de referência para as noivas goianas em busca do melhor convite de casamento. Algum tempo depois e com o crescimento da empresa, que começou a expandir sua produção para além dos convites, iniciaram a construção de mais uma unidade, agora na Avenida São Paulo, em Aparecida de Goiânia, que se tornou a sede da empresa. Atualmente, a Formato atua no mercado de impressos publicitários. Para Mirian, a equipe da Gráfica Formato é uma família. Ao olhar para trás, ela não tem dúvidas de que todo esforço valeu a pena.


Título: Uma mulher de negócios

Legenda foto: Renata Bruna de Carvalho e Silva Cirillo

Empresa: Cir Gráfica e Editora 

O talento para vendas é algo nato em Renata Bruna de Carvalho e Silva Cirillo. Atuando inicialmente como vendedora de roupas, há 15 anos é responsável por comandar o setor comercial da Cir Gráfica. Tecnóloga em Administração de Empresas, casada e mãe de dois meninos, ela se dedica a conciliar esses papéis com o de mulher de negócios em um setor ainda predominantemente masculino. 

Desde que assumiu o setor comercial da Cir Gráfica, o relacionamento da empresa com os clientes só melhorou. Seu feeling para o mercado, entendimento apurado quando o assunto é vendas no setor gráfico e a excelência do atendimento ao cliente fazem de Renata personagem fundamental na consolidação da Cir Gráfica na indústria gráfica goiana. 

Sua trajetória no setor, por si só, é um exemplo de força e resiliência para lidar com um meio ainda hostil para as mulheres. Fundada em 1999 com apenas três colaboradores, hoje a Cir Gráfica é reconhecida no meio pela excelência do trabalho prestado e, sem dúvidas, a atuação de Renata foi primordial nesta trajetória de sucesso.  


Título: Pioneirismo em Goiás

Legenda Foto: Antônio Cassiano Cunha

Empresa: Poligráfica Ind. Com.

Mineiro de Rio Paranaíba, Antônio Cassiano da Cunha mudou-se com a família para Goiás com apenas 2 anos. O destino da família foi o município de Araçu, onde residiu até os 16 anos, quando vieram para Goiânia. Segundo de seis filhos, sua primeira ocupação foi no comércio do pai. Sua trajetória no setor gráfico começou como aprendiz, na Gráfica Bandeirante. De lá, foi trabalhar como chapista (tipógrafo) na Gráfica e Tipografia Weber, onde chegou a ocupar o cargo de gerente de oficina. A experiência adquirida permitiu que Antônio fundasse, em sociedade com o cunhado, sua própria gráfica, a Gráfica e Editora Mayo, em 1975, localizada na Rua 44, no Setor Ferroviário. 

Após vender sua participação na Gráfica Mayo, ele adquiriu a Weber Centro de Cópias: nascia a Poligráfica, em 1976, gráfica que iria revolucionar o mercado goiano. O primeiro endereço da Poligráfica foi na Rua 2, no Centro. De lá, mudou-se para a Avenida Anhanguera e há 40 anos tem sede na Vila Brasília, onde se tornou a primeira gráfica do município de Aparecida de Goiânia. A Poligráfica, comandada por Antônio e seu irmão Pedro Júnior, foi pioneira em vários ramos do setor gráfico goiano, como o de impressão digital, primeira a utilizar o fotolito a laser, entre outras inovações que contribuíram com a modernização do setor gráfico em Goiás. Atualmente, a empresa, que conta com 40 colaboradores, se prepara para entrar no setor de embalagens. 


Título: De faxineiro a dono de gráfica

Legenda foto: Geraldo José de Moura Filho (Adim)

Empresa: Gráfica Expansão

Natural de Rio Verde, onde viveu até os 14 anos, Geraldo José de Moura Filho, o Adim, nunca recusou trabalho. Quando ainda adolescente, na cidade natal, conciliava os estudos com as tarefas de engraxate e ajudante de encanador. Esse período, ajudou a moldar o trabalhador que viria para Goiânia em busca de melhores condições de vida. Na capital de Goiás, onde constituiu família e fincou raízes, foi trabalhar como vendedor de salgados. 

Trabalho, independente de qual, nunca assustou Geraldo. Em 1968 começou a trabalhar como faxineiro na Gráfica Vera Cruz, onde passou por todos as funções de uma gráfica, o que lhe permitiu ter uma visão geral do serviço prestado, aprender todas as etapas do processo gráfico até chegar à sociedade.  

Em 1990, decidiu encarar um novo desafio: deixou a sociedade na Gráfica Vera Cruz para fundar a Gráfica Expansão, no Setor Leste Vila Nova. Usou todo o seu conhecimento como técnico em Administração de Empresas e as formações em Ciências Contábeis e Direito para fazer o negócio dar certo. E deu. Já se passaram 33 anos desde a fundação da gráfica que, se no início fazia de tudo um pouco – de convites a livros, hoje atua na área comercial. Pai de dois filhos, é casado com Maria Argentina Pereira da Silva. 

Mas sua atuação não se limitou ao empresariado. Geraldo também foi atuante na área sindical. Foi presidente da Abigraf-GO, diretor da Abigraf Nacional, diretor Financeiro e vice-presidente do Sigego e diretor presidente do Pecúlio Maçônico de Goiás. Sem vínculos políticos, se dedicou a defender a classe, trabalhando em prol do seu crescimento e desenvolvimento. 



Título: Fé e determinação 

Legenda Foto: Viomar Dias Rodrigues

Empresa: VR Label

Quando deixou Edeia, aos 18 anos, Viomar Dias Rodrigues, hoje casado, pai de quatro filhos e com quatro netos, não tinha ideia do que o futuro lhe reservava. Acostumado com a lida na roça, sempre teve no pai um exemplo de homem trabalhador. Os dias de lavrador e boia fria não foram suficientes para afastar os sonhos do jovem Viomar. Com uma fé inabalável, não tinha dúvidas de que um dia realizaria seu sonho de empreender. 

Com um sonho e algum dinheiro guardado, Viomar veio para Goiânia. O início não foi fácil, mas ao passar na frente de uma gráfica, dava início ao caminho que o levaria a realização dos seus sonhos. Com ousadia, conseguiu seu primeiro emprego em uma gráfica, começou como auxiliar de serviços gerais e passou por vários departamentos, onde buscou absorver o máximo de conhecimento sobre o setor. Sua sede por conhecimento lhe preparou para voos mais altos e depois de quatro anos, sentiu que era hora de enfrentar novos desafios. Seu próximo passo foi trabalhar como desenhista em uma gráfica menor. Mas seu foco e dedicação logo lhe alçaram ao cargo de gerente. Em sua gestão, a gráfica passou de 15 para 500 colaboradores, alcançando lugar de destaque no ramo de formulários contínuos no país, entre 1993 e 2010. 

Então chegou a hora, de novo, de voar mais alto. Agora, Viomar abriria seu próprio negócio, realizando, enfim, o sonho de empreender em 2011, quando fundou a VR Label. Na época, Viomar contava com apenas três colaboradores e muita determinação para crescer. Hoje, colhe os frutos de sua fé e determinação. A VR Label ocupa lugar de destaque nacional no segmento de rótulos adesivos e termoencolhível e sleeve. Dos três colaboradores iniciais, hoje conta com 100 e ainda muito o que realizar. 


Apresentação Slides
.
Download • 1.52MB

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page